Como iniciar um negócio com US$10.000?

iniciar um negocio

Como iniciar um negócio com apenas US$10.000?

Pesquisando histórias de mais de 50 startups que se destacaram antes de levantarem dinheiro com investidores, foi surpreendente descobrir quantos fundadores afirmaram ter iniciado seu negócio com apenas US$ 5 mil a US$ 10 mil.

Hoje, em um mundo onde as empresas que levantam mais de US$ 5 milhões em rodadas de investimento se descrevem como de “estágios iniciais seed”, um investimento de quatro dígitos parece insuficiente para iniciar um negócio de bilhões de dólares.

Entretanto não é bem assim. Então, como você consegue ter sucesso com poucos recursos?

Existem alguns princípios que parecem comuns:

Esta dificuldade ajuda a criar um modelo de negócios em torno de fluxo de caixa.

Uma característica desse perfil de negócios eficiente em termos de capital é descobrir como receber pagamentos adiantados e entregar os serviços posteriormente.

A Tough Mudder e a PaintNite são duas startups baseadas em eventos que vendem ingressos antecipadamente e oferecem serviços, cursos e aulas de arte com álcool, posteriormente.

Em um mundo onde a maioria das startups tem que esperar pelo menos 30 dias para receber pagamentos, essas startups têm uma fonte consistente e não diluidora de capital de crescimento à sua disposição.

Este modelo permitiu que o PaintNite iniciasse com US$ 25M em receitas com apenas US$ 6.815 de investimento inicial e acelerou para US$ 65M em receitas após uma rodada de financiamento.

O Tough Mudder iniciou com US$ 10.000 de investimentos e reportou ganhos de US$ 100 milhões de receitas em 2017.

No mundo do SaaS (Software as a Service), modelos de negócio equivalentes estão fazendo cobranças anuais com descontos que oferecem resultados semelhantes.

Em ambos os casos, um ciclo de conversão de caixa forte pode ser mais importante do que rodadas de investimentos de capital de risco.

O fundador do ButcherBox, Mike Salguero, investiu US$ 10.000 em uma campanha no Kickstarter, uma das maiores plataformas de crowdfunding do mundo, com a intenção de aprender a usar a plataforma e captar US$ 100.000 de investimentos. Ele acabou conseguindo US$210.203.

O resultado de sua campanha de crowdfunding forneceu 20X o capital de giro que investiu inicialmente.

Com dinheiro vivo para comprar toneladas de carne congelada, ele tinha que descobrir como vender carne de carneiro e filé mignon, em quantidade.

Com o montante de investimento inesperado de sua campanha no Kickstarter, Salguero só podia gastar este excedente em marketing e não conseguia imaginar uma campanha de marketing eficiente.

Então em vez de gastar fortunas em anúncios duvidosos, ele fez parcerias com influenciadores digitais oferecendo-lhes uma estrutura de comissão contínua que pagaria todos os meses que uma assinatura permanecesse ativa.

Além disso, neste modelo, a receita vem antes das despesas de comissão saírem, permitindo que Salguero escalasse seu negócio ao máximo. O resultado é uma força de vendas incentivada que ajuda a ButcherBox a entregar mais de um milhão de dólares de carne por semana.

Vendas e Branding

A cartilha para a maioria das startups de bens de consumo que captaram recursos em rodadas de investimento com empresas de capital de risco é basicamente a mesma: Invente alguma novidade em uma antiga categoria de produtos, contrate uma firma de branding para criar uma embalagem atraente, capte recursos de fundos de investimento de capital de risco e use boa parte do dinheiro para inundar o Google, Instagram e outras mídias sociais com propagandas.

A RXBar, recentemente adquirida pela Kellogg’s por US$ 600.000.000, concentrou-se primeiro nas vendas e em branding posteriormente.

O diferencial de imagem deles, nenhuma empresa colocava os ingredientes na frente e no centro com grande destaque, não apareceu até os fundadores venderem suas barras deliciosas em embalagens sem graça e comum por dois anos.

Na verdade, foi o processo de venda, e repetidamente usando a lista de ingredientes como pitch de vendas, que levou os fundadores à percepção de que a lista de ingredientes que deveria impulsionar a marca.

Reid Hoffman disse: “Se você não está envergonhado com seu primeiro produto, você esperou por muito tempo para fazer o lançamento” é um mantra nos círculos das startups, mas muitas vezes não é bem aceito por startups milionárias.

Você precisa de menos do que imagina: Os três exemplos anteriores não são os únicos exemplos de empreendedores com poucos recursos.

Os fundadores da Tuft & Needle juntaram apenas US$ 6.000 para perseguir o seu sonho. Sara Blakely, da Spanx, só tinha US$ 5.000 para lançar seu império Lycra.

Essas histórias de fundadores bem sucedidos com pouco dinheiro, sem dúvida, distorcem a realidade, e os detalhes de como resolveram seus problemas de capital de giro à medida que cresceram recebem pouca atenção, mas tais casos de sucesso são dignos de estudo.

É engraçado que os negócios que mais se gabem de pouco dinheiro investido realmente tenham tido alguns tipos de restrições físicas, sejam elas materiais ou embalagens impressas, mas o mesmo princípio se aplica nas startups da indústria de software.

A MailChimp financiou o desenvolvimento de produto usando suas receitas de consultoria.

Jon Oringer, da Shutterstock, construiu o protótipo de seu site armazenando fotos pessoais e de sua coleção amadora.

Thrillist mostrou que você poderia construir um negócio de cem milhões de dólares simplesmente enviando e-mails.

É fácil ser seduzido pela ideia do negócio só dar certo se conseguir levantar milhões de dólares em investimentos, mas é importante lembrar que os casos das empresas aqui mencionadas criaram alguns bilhões de dólares em valor, com financiamentos iniciais de menos de US$ 50.000.

O que você construiria com US$ 10.000?

Se quiser conversar sobre empreendedorismo fale conosco no www.coletiv.me.

Comments are closed.